SAIA DO BARCO

A Paz do Senhor Jesus! Olha eu aqui de novo para deixar uma palavra do Senhor para o seu coração.

“LIBERDADE CRISTÔ

“LIBERDADE CRISTÔ Gálatas 5:1  “Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Perm

VERDADE E UNÇÃO

VERDADE E UNÇÃO ISAÍAS 10:27 “E acontecerá, naquele dia, que a sua carga será tirada do t

 

ORIENTAÇÕES 24º DIA – JEJUM DE ESTER – 24/11/12

novembro 23, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 4ª ETAPA – 7 DIAS  - 22/11 a 28/11/2012

24º Dia – 24/Nov/2012 – SER RECONHECIDO COMO BENDITO – Et. 6:6-11 – Dt. 28: 1-6

VOCÊ SERÁ RECONHECIDO COMO BENDITO

- Reconhecer = achar que é o mesmo que era; admitir como verdadeiro, como certo.

- Bendito = Abençoado, aquele que é favorecido por alguém.

- Ester e Mordecai foram reconhecidos como pessoas abençoadas por Deus. – No mundo se fala de sorte, que aquela pessoa que consegue realizar e conquistar algumas coisas é porque tem sorte. Nós temos a benção do Senhor, que faz a diferença na nossa vida. Leia Pv. 10:22

BENDITO É AQUELE QUE:

1º- Que medita na Palavra de Deus – Js. 1:8 – I Tm. 4:15

2º- Que tem mãos limpas e coração puro – Sl. 24:3-5

3º- Que confia no Senhor – Jr. 17:7

4º- Que vem em nome do Senhor – Sl. 118:26

POR CAUSA DAS BENÇÃOS DE DEUS:

1º- Eu serei bendito em todos os lugares – Dt. 28:3

2º- Eu terei frutos benditos – Dt. 28:4

3º- A minha dispensa vai sobejar, pois é bendita – Dt. 28:5

4º- Eu serei bendito ao entrar e ao sair – Dt. 28:6 – Sl. 121:8

- Leia em Nm. 23:19, 20 – O maior desejo de Deus é abençoar o homem. Deus se alegra em ver o homem abençoado.

Declare: Eu profetizo que vou receber em todos os lugares que for, o reconhecimento como bendito de Deus, e até aqueles que não crêem em mim e que não me reconheceram, me reconhecerão. Profetizo que a benção de Mordecai, de Ester, do Purim está sobre a minha vida e sobre a minha família. Sou bendito! Em nome de Jesus, amém!

portas_abertas

ORIENTAÇÕES 23º DIA – JEJUM DE ESTER – 23/11/12

novembro 22, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 4ª ETAPA – 7 DIAS  - 22/11 a 28/11/2012

23º Dia – 23/Nov/2012 – MUDAR O DIA DA DESTRUIÇÃO EM VITÓRIA – ET. 7:1-10 – 9:1

ESTA FORCA NÃO NOS PERTENCE

- O inimigo tem uma maneira de agir, e a sua maneira de agir é a intimidação. Mordecai era um homem estrategista de Deus.O inimigo imaginou que a única condição de pará-lo seria tirar a sua própria vida, colocá-lo numa forca e impedi-lo de continuar a ser o homem a quem Deus havia ungido. O inimigo coloca ameaças que são físicas para que venhamos retroceder e entregarmos os pontos e sairmos da nossa posição. Mas, o Senhor deseja exatamente o contrário disso e você é capaz!

- II Cr. 20:17 – Nós temos que tomar posição para vermos o livramento de Deus.
- Hb. 10:38, 39 Is. 1:19 – Quando nós ouvimos ao Senhor em meio à luta, não há possibilidade de retroceder. Satanás reconhece a unção que está sobre você. Somos respeitados no mundo espiritual por aquilo que o Senhor derrama nas nossas vidas.
PORQUE HAMÃ QUERIA DESTRUIR A MORDECAI

1º- Porque ele desprezou a Mordecai - O desprezo de Hamã foi o mesmo que o povo havia dado a Jesus Cristo. Muitas vezes, o desprezo que satanás coloca é por pessoas que se acham superiores. Satanás usa as pessoas. Usou Hamã para desprezar a Mordecai. - I Co. 1:28 – Há uma lei espiritual – Jesus Cristo foi desprezado, para que o desprezo Dele pudesse trazer o livramento. Quantos mais nós formos desprezados, mais livramentos haverá nas nossas vidas. Quando mais o diabo nos quiser colocar no chão, mais Deus vai nos levantar. Quanto mais o inferno tentar nos impedir de realizar a obra, mais Deus vai nos transformar num trator espiritual. A unção que está sobre você é a unção de Mordecai. Conosco só vai acontecer o que Deus quer e o que Deus quer é nos honrar.

2º- Porque Hamã sabia que se ele matasse a Mordecai, não haveria livramento para os judeus – Mordecai era o homem-chave para o grande livramento que viria. Somos homens-chave no plano de Deus. O diabo quer nos matar espiritualmente, porque somos homens-chave no plano de Deus – vamos ser um instrumento poderoso de Deus.

- O diabo não vai matar os nossos sonhos, impedir a nossa caminhada e nos intimidar, pelo contrário, nós vamos esmagar a cabeça do diabo. – Um homem-chave, Deus enche de estratégias do Espírito. Deus pegou os doze apóstolos e os fez homens-chave no plano de Deus. É por isso que muitas vezes enfrentamos uma oposição muito grande.

- O diabo pensava que matando a Jesus, ele poderia impedir o cristianismo, mas pelo contrário, ele estava antecipando a ressurreição. No nosso pescoço, o diabo nunca vai colocar a corda.
- I Jo 4:4 - Quando o Senhor determina que o milagre vai acontecer, ninguém pode falar contra isso.

3º- Porque o diabo sempre festeja antecipadamente - O diabo sempre festeja na hora errada – ele sempre faz a festa antes da hora. – Ver o inimigo na forca que ele preparou significa que o Senhor transforma a maldição em bênção. – Ne. 13: 2 – A festa do diabo dura só três dias, porque o terceiro dia é o dia da ressurreição – Hoje acabou a festa do diabo, porque o Senhor está transformando a nossa vida, os nossos caminhos. Ver o inimigo na forca que ele preparou quer dizer que o diabo não brinca mais com a nossa vida.

PARA MUDAR O DIA DA DESTRUIÇÃO EM VITÓRIA, DEUS USA ESTRATÉGIAS, COMO:

1º- O inimigo vai morrer na arma e no instrumento que ele tentou usar contra a sua vida - I Sm. 17:45 e 51 – Golias veio contra Davi com uma lança, uma espada. Espiritualmente aquela era a forca de Davi. – Só que há um princípio espiritual e uma lei espiritual imutável contida no ataque de Hamã contra Mordecai, na afronta de Golias em relação a Davi, em muitos momentos da Palavra e nos dias de hoje – O NOSSO LIVRAMENTO ESTÁ NAS MÃOS DO INIMIGO. – Com a espada que Golias usaria contra Davi, Davi cortou a cabeça do gigante. Na forca que Hamã havia preparado para Mordecai, o seu pescoço foi colocado ali. – O que o diabo preparou contra você, Deus vai usar para destruir o diabo. Naquilo que o diabo preparou contra você, Deus vai usar para matá-lo. Deus vai usar as armas do inimigo para honrar a sua vida, o seu povo.

 2º- O Senhor vai nos dar livramento pela graça diante do Rei. - A unção nos faz ter graça. O Rei tinha encontrado em Mordecai um homem fiel. Os apóstolos eram odiados pelos religiosos, porém achavam graça diante do povo. Uma coisa que o diabo não pode tirar de nós é a graça que nós temos. – Deus desvenda os planos do diabo para que nós achemos graça. A graça nos dá livramentos.

3º- Deus coloca em desgraça o inimigo. - A graça do povo de Deus é a desgraça do inferno. I Co. 2:11-13 – A grande diferença entre Hamã e Mordecai é que Hamã tinha o espírito do mundo e estava a serviço do diabo. Mordecai tinha o Espírito de Deus e estava a serviço de Deus. Quem tem o espírito do mundo não pode viver livramentos. Porque há uma lei do livramento de Deus – Deus não livra o sujo.

4º- A arma do inimigo está nas suas mãos. - Is. 54:17 – Esta forca não nos pertence. Assim foi com Mordecai, assim foi na Palavra, assim será com você! – Os homens que lançaram Daniel na cova, morreram nela – Daniel 6:24. – Esta é a nossa verdade – a fornalha, a sepultura, o poço, etc… Só irão nos levar ao lugar da nossa constituição. A forca é o degrau e o trampolim que nos leva a reinar. – A área da tua vida em que você mais tem tido lutas, será a área da tua vida em que mais Deus vai te honrar. Quando esta luta terminar, você estará melhor do que está hoje. – Sl. 57:6.

Declare: Eu recebo o poder da palavra para transformar o dia da destruição em dia de vitória. Profetizo que a forca que me foi armada será usada por aqueles que querem o meu mal. Profetizo um tempo de grandes realizações na minha vida, em nome de Jesus. Amém!

portas_abertas

 

ORIENTAÇÕES 22º DIA – JEJUM DE ESTER – 22/11/12

novembro 22, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 4ª ETAPA – 7 DIAS  - 22/11 a 28/11/2012

22º Dia –22/Nov/2012 –CONQUISTAR: ALEGRIA, REGOZIJO, GOZO E HONRA –Et. 9:17-18, 22 e 31

- A alegria, regozijo, gozo e honra faz parte do DNA do homem de Deus. Para isso o homem foi formado, para se alegrar, se multiplicar e ter eterna gratidão pela festa. Jesus é aquele que nos dá essa alegria, emana do seu poder em nós como diz o apóstolo Paulo em Efésios 3:20, produzindo força em meio a adversidade.

- Ne 8:10 – declara que a alegria do Senhor é a vossa força, aliás o fruto do espírito traz essa alegria em nós que está acima de todo luto e tristeza demoníaca, produzindo mais e mais, atraindo um banquete, porque conquistar é isso mesmo até na tristeza vivo a alegria, até na provação vivo a alegria, e manifesto aquilo que Jesus manifestou em seu primeiro milagre, talhas cheias de águas renovadoras, transformadas em vinho de alegria, o melhor vinho, o vinho novo, a alegria nova para cada dia e lugar. Leia Tg. 1:2

- A alegria do povo judeu na Pérsia foi conquistada, após a perseguição, a sentença e o combate, puderam celebrar o Purim.

CELEBRO A ALEGRIA, REGOZIGO, GOZO E HONRA ATRAVÉS DE JESUS

- Jo. 7:1-8 - Jesus já havia se manifestado em Caná da Galiléia, mas a incredulidade dos irmãos de Jesus não deixava que os mesmos vivessem a festa e o banquete de João 2:1-8, é por isso que a celebração da alegria faz parte de algo especial de Deus para a vida do homem. Deus não quer que você fique privado por nenhuma artimanha de satanás como: reputação, justificação, precipitação e até mesmo justiça própria. Jesus foi para Judéia no momento certo, quem tem alegria, quem tem gozo, determina o tempo e modo.

Declare: Eu profetizo que hoje recebo o poder de Deus para conquistar como nunca conquistei. Declaro que o Rei Jesus me delega autoridade para desbancar a Hamã e seus enviados e receber tudo que lhe pertence. Profetizo que vou viver a celebração da alegria, do regozijo e da honra em nome de Jesus. Amém!

POSSO IR PARA A FESTA, ALEGRIA ESTÁ EM MIM, QUANDO:

1) Quando estou pleno da mesmaFp. 4:4-7 - Não permita que a sua conquista seja pela metade, busque a plenitude da alegria.

2) Quando o melhor da alegria está em mimJo. 2:9 – O primeiro milagre de Jesus foi num lugar propício para alegria, num casamento. Transforme os ambientes da tua vida, porque o melhor do povo de Deus é essa alegria, regozijo, gozo e honra, quando você pensa que não vai ter mais jeito, creia, aparecerá o tempo da festa.

3) Quando eu crio um ambiente de alegria Jo. 2:10 - Sabe o que satanás esperava do povo judeu, que eles não tivessem mais forças para festejar, mas só posso viver alegria, quando armazeno dentro de mim, expulsando todas as manifestações da angústia e do choro. Comece a expulsar agora, vai haver farto banquete para tua vida, tome posse em nome de Jesus.

4) Transforme a adversidade, o choro, tudo na maior alegria da tua vidaAp. 22:17 – O maior ingrediente para a transformação é a entrega. Sua vida nas mãos certas, virará algo inexplicável, entregue hoje os teus dias de choro, ansiedade e até de falta de paz, para sair deste tempo para uma grande festa. Jesus é a razão da tua alegria!

portas_abertas

 

ORIENTAÇÕES 21º DIA – JEJUM DE ESTER – 21/11/12

novembro 20, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 3ª ETAPA – 7 DIAS – 15/11 à 21/11/12

21º Dia – 21/Nov/2012 – FAZENDO PARTE DA MUDANÇA DE SORTE – Et. 8:6-8, 11, 12

- Sorte significa força que determina ou regula tudo quanto ocorre, e cuja causa se atribui ao acaso das circunstâncias ou a uma suposta predestinação. Destino, sina, adversidade, fatalidade; má sorte. – Espiritualmente significa o destino que o diabo impõe, pois desde o Éden o inimigo vem sentenciando o homem, com o plano de destruir tudo que foi estabelecido pelo Senhor Deus. A perda de soberania em Adão levou o homem a andar caído e aceitar a sentença do inimigo. Através de Hamã a maldição do pur foi lançada de tal forma que a destruição atingiria a Mordecai, Ester e todo o povo judeu para consumi-los completamente. O pur era uma sentença de morte, sem alternativas de saída.

- As estratégias do diabo para não vivermos a mudança de sorte – II Co. 2:11 – Gl. 6:7, 8
- A nossa santidade é primordial nessa guerra porque obviamente se fizermos a vontade do diabo, colheremos a vontade do diabo. Ele tenta nos fazer enxergar que não há alternativas. Nos faz ignorar os seus desígnios. Atraindo para os mesmos. Fazendo desprezar o mundo espiritual. Não permite perspectiva de vitória. Tirando-nos do campo de batalha. É o pur do diabo. – E como conseqüência abrirmos mão do chamado, da santidade e do caminho com Deus. – Mas, Mordecai e Ester não eram apenas escravos judeus, que viveram num primeiro momento a má sorte porque viveram nas mãos do inimigo, vendo-o ocupar o lugar que lhes pertencia, tendo seus bens saqueados, sem poder dizer nada, sabendo haver uma sentença de morte. Submetendo-se a usar vestes de tristeza. Sem futuro familiar, tendo suas vidas marcadas pelo insucesso. Eles viveram tudo isso, porém, se mobilizaram debaixo do envio – do chamado que o Senhor os havia feito. – Deus sempre nos dá uma nova oportunidade. As sentenças são afastadas quando tomamos um posicionamento espiritual. Mudando a Sorte e quebrando o destino que satanás havia colocado para destruir a nossa vida. – Ainda que Mordecai e Ester vivessem no exílio, creram no resgate da sua soberania e trouxeram para o seu povo a mudança de sorte.

- A mudança de sorte consiste em:

- Deus pegar a própria condição contrária para transformar a maldição em bênção – a palavra Purim (mudança de sorte) deriva da palavra Pur (sorte). Significa que da própria maldição Deus vai produzir em nós o milagre. Por isso nada é definitivo em nossas vidas, a não ser aquilo que vem de Deus!

- Deus opera essa mudança de sorte da seguinte maneira:

1º – MUDANDO A NOSSA PRÓPRIA VISÃO PESSOAL:

a) Tendo visão empreendedora e ousada –  Mordecai enxergou o que ninguém enxergou – que Ester poderia ser rainha; Só pode ter a sorte mudada aquele que consegue captar uma visão de Deus (se os teus olhos forem bons…) A visão de Deus muda todas as coisas.
· Qual era o status pessoal de Ester? Escrava! Quais são as perspectivas de uma escrava?  não muda nunca – nem vai mudar. Deus mudou uma peça chave: colocou Ester num concurso de rainha – a partir daí tudo mudou, a começar de condição pessoal dela, Ester. Mas pra que essa condição pessoal pudesse mudar foram necessários alguns fatores que nós precisamos para viver essa mudança de sorte.

b) Tendo iniciativa. Alem de enxergar, Mordecai teve a iniciativa ousada de inscrever Ester no concurso. Muitos só enxergam – sonham – contemplam de longe, mas a iniciativa (no Senhor) que temos, Deus usa para mudar a nossa sorte; Uma pessoa de iniciativas é uma pessoa de sucesso.

c) Tendo desprendimento (estar desembaraçado da sua própria condição – vencer a si mesmo). Ester, para ser rainha, precisava estar livre do estigma. Não podia ser uma escrava no espírito, ter a mente de escravidão. Ester precisava ser uma pessoa liberada. É impressionante – porque na condição dela – podia ser uma pessoa problemática, revoltada, cheia de traumas, pesada, mas não – Ester estava pronta (“acabou meu tempo de escrava? Amém. Agora vou reinar. Vamos lá. Eu estou na bênção e na vontade de Deus”). Se você estiver pronto, Deus vai mudar a tua sorte diante dos teus olhos!!!

2º- DEUS MUDA NOSSA SORTE, MUDANDO A SORTE DO INIMIGO:

· Quem era Hamã? O todo poderoso da Pérsia – mandava prender e mandava soltar – todo mundo tinha que se inclinar diante dele como se fosse o rei. E, o pior, esse homem todo cheio de poder era inimigo do povo de Deus. Quem já teve um inimigo como Hamã? É só Deus fazendo uma obra mesmo! Não tem chance humana (além de tudo ele ainda era amigo do rei!). Só que acima de Hamã, acima do próprio rei, tinha um Deus poderoso que interferia! E nós temos um Deus poderoso que interfere pra mudar a nossa sorte. Amém!

Quem era Mordecai? Um anônimo. Um ninguém. Até que um dia Deus incomodou o rei Assuero – começou a ler as crônicas… Deus mudou tudo – Mordecai ficou conhecido por causa da sua fidelidade, Ester alcançou graça e se tornou rainha – e Hamã? Hamã começou a cair em desgraça diante da unção e por fim, quando já estava caindo tropeçou em Ester! Is 10: 27 – “a unção despedaça…” O diabo tropeçou na pessoa errada! Você vai viver Dt 28:7 – Amém!

3º- DEUS MUDA A NOSSA SORTE, DANDO GRAÇA DIANTE DO REI:

O rei Assuero amou a Ester. Essa graça vem do Senhor – Ele é quem coloca do Seu próprio sentimento no interior das pessoas que se relacionam conosco a fim de que sejamos abençoados, para que as portas impossíveis se abram. Profetizamos que o Senhor está te dando graça diante dos homens – diante dos teus familiares – diante dos poderosos da terra e as portas vão se abrir, em nome de Jesus! Leia Mq. 2:13.

- Quando Deus muda a sorte, dessa maneira também mudam:

1)    Os relacionamentos;

2) A condição pessoal;

3) As perspectivas;

4) A expectativa dos sonhos;

5) A condição financeira;

6) Tudo.

- Quando conscientemente desejamos fazer parte da mudança de sorte – Sf. 3:15-20
A postura vitoriosa de Mordecai, desde o primeiro momento de nunca ter se dobrado diante de Hamã, garantiu a vitória para ele e todo o povo judeu. Mordecai e Ester em todo tempo tiveram um posicionamento de fé. Et. 3:2 – Não se dobraram diante das más noticias. Entenderam que a promessa é maior do que a adversidade. Na verdade quem anda na dependência do Senhor enxerga a Sua Glória. E quando nós nos revestimos da Autoridade que estava sobre Mordecai e Ester, temos duas atitudes:

1 – Não brincamos com Deus, mas tomamos posse das verdades espirituais.
2 – Plantamos a vontade do Senhor em nós, para que o Seu desejo se derrame sobre nós.

E o Senhor mudará a nossa sorte da seguinte maneira:

1º – Quebrando as sentenças do diabo que eram contra nós. Ou seja, tudo aquilo que é para o mundo um padrão não serve em nós. De escrava a rainha. De mendigo a primeiro ministro.

2º – Mudando a lei para nos abençoar e nos beneficiar. Até mesmo aquelas que ele mesmo estabeleceu. Exemplo: Mandar o sol e a lua pararem, leão não comer carne, um homem andar por sobre o mar, fogo não queimar o corpo, o mar se abrir…

3º – Rasgando os diagnósticos para mudar a nossa sorte – Cl. 2:14

 

- Atitudes que nos acontece quando sabemos que o futuro está em nossas mãos e que fazemos parte da mudança de sorte:

1 – Resgatamos a alegria e não nos dobramos diante das tristezas – Et. 9:22 – A alegria que eles viveram foi resultado da obra impossível que foi realizada, no mesmo dia da sentença de morte, veio o grito de alegria. Sl. 30:5 – Porque não passa de um momento a sua ira; o seu favor dura a vida inteira. Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã. O Senhor é o nosso livramento. Ele cria para nós alegria – Is. 65:18. Deus muda o nosso semblante – Pv. 15:13

2 – Passamos a viver a festa, o luto já não existe mais – Et. 9:19 – O tempo de festa marcado pelo Purim foi efetivado para ser celebrada perpetuamente – Et. 9: 28 e que estes dias seriam lembrados e comemorados geração após geração, por todas as famílias, em todas as províncias e em todas as cidades, e que estes dias de Purim jamais caducariam entre os judeus, e que a memória deles jamais se extinguiria entre os seus descendentes., o som festivo estaria presente para sempre, isto jamais caducaria. O luto é um tempo definido para chorar pela morte, mas a festa não tem tempo para acabar. Nós celebramos porque temos muitas realizações. A mudança de sorte chega para nós trazendo a marca de grandes realizações. – Leia: Is. 61:3

3 – Vivemos a paz e não deixamos de celebrar cada conquista – Et. 9:22 - Vivemos a paz, pois os nossos inimigos estão debaixo dos nossos pés, não tem mais perturbação, nem intimidação, este é o tempo de paz – Fp. 4:9. A celebração do povo de Israel foi acima dos despojos conquistados dos que queriam ameaçá-los, esta mudança de sorte está sobre a nossa vida hoje, é tempo da nossa honra.
- Quando o Senhor derrama desse poder se manifestam as bênçãos da mudança de sorte:
1 – Autoridade para profetizar no vale de ossos secos. Fomos salvos pelo poder da ressurreição.
2 – Temos um futuro abençoado, haverá bom futuro. Ou seja, a verdade de Deus suplantará todas as nossas dificuldades.

3 – Temos sonhos, porque renascemos no Senhor. O Senhor já mudou a nossa sorte. A nossa sorte foi mudada, significando a ressurreição e nossa nova vida no Senhor. Servimos ao Deus que nos dá sonhos. Leia Et. 8:16

Declare: “Toda enfermidade na alma, toda enfermidade no corpo, espírito de pessimismo e tristeza já não tem espaço em minha vida, porque esse espaço foi totalmente ocupado pela alegria do Senhor e pela minha salvação. Hoje a minha mudança de sorte traz: ressurreição, resgate de tudo aquilo que o diabo me roubou e a completa certeza de que Deus está no controle da minha vida. ”

- A ordenança de Mordecai foi que se comemorasse com grande festa o Dia do Purim (da mudança de sorte) – que se fizesse banquetes… e a ordenança de Deus para o Seu povo é esta: que nós façamos festa pela mudança de sorte que Ele já nos deu;

- Porque viver a mudança de sorte passa por uma ação profética nossa. E agora, profeticamente, nós vamos fazer uma grande festa para celebrar a mudança de sorte que o Senhor já nos deu – ministerialmente, financeiramente, no casamento, na família, no corpo, na alma!

- Vamos comemorar a mudança de sorte nas verdades de:

- Fp. 1:6 e Rm. 8:31, 32 – Ele já nos deu a salvação, agora Ele vai completar a obra em todas as áreas da nossa vida!!!

Que o Senhor continua a te abençoar e a te fortalecer para juntos nos dias 27 e 28/02 estarmos celebrando a Festa de Purim, declarando os grandes feitos do Senhor em nossas vidas. Continue neste mover e receba as bênçãos que o Pai já tem liberado para as suas vidas e famílias. Faça a sua parte!

COROA ESTER

 

TÁ DANDO TUDO ERRADO?

novembro 20, 2012 in Pra Cristina Medeiros

TÁ DANDO TUDO ERRADO?

VOLTE A FAZER O QUE VOCÊ FAZIA ANTES PELA OBRA DO SENHOR E TUDO VAI MUDAR, VAI DAR TUDO CERTO, FAÇA RÁPIDO. NÃO CONTINUE NESSA PALAVRA: “Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente…” (Jeremias 48:10).

LEMBRA QUANDO ERA ASSIM: QUANDO VOCÊ COMEÇOU A SE COMPROMETER COM AS COISAS DE DEUS E A ASSUMIR CERTAS RESPONSABILIDADES DENTRO DA IGREJA? ERA TUDO NOVO E MUI

TO GOSTOSO DE FAZER. TUDO ERA FEITO COM DEDICAÇÃO, AMOR, TEMOR E TREMOR, VIA A OBRA DE DEUS COMO ALGO REALMENTE SANTO E TOTALMENTE INCORRUPTÍVEL! NÃO VIA A HORA DE CHEGAR NA IGREJA, DE LIMPÁ-LA, DE CUIDAR DAS CRIANÇAS, AJUDAR AS PESSOAS APÓS UMA REUNIÃO DE LIBERTAÇÃO, FAZER PROPÓSITOS COM PESSOAS AFASTADAS, TRAZER PESSOAS ATÉ A PRESENÇA DE DEUS ATRAVÉS DE CONVITES, EVANGELIZAÇÕES, VISITAS, ETC…
EXISTIA TODA UMA PREOCUPAÇÃO EM SABER SE ESTAVA DANDO O SEU MELHOR PARA DEUS, SE ESTAVA AGRADANDO O SENHOR JESUS, SE REALMENTE ESTAVA FAZENDO O IMPOSSÍVEL PARA CHAMAR A ATENÇÃO DE DEUS.

E AGORA?
VOCÊ COMEÇOU A ABRIR MÃO DE FAZER A OBRA DE DEUS PARA TRABALHAR MAIS, MAS TÁ DANDO TUDO ERRADO NO SEU EMPREGO, SEM CONTAR QUE O DEVORADOR TÁ CONSUMINDO TUDO.
VOCÊ COMEÇOU A ABRIR MÃO DE FAZER A OBRA DE DEUS PARA PASSAR MAIS TEMPO COM SUA FAMÍLIA, E AGORA SUA FAMÍLIA ESTÁ DESMORONANDO, NÃO É MESMO?
VOCÊ COMEÇOU A ABRIR MÃO DE FAZER A OBRA DE DEUS PARA CUIDAR DAS SUAS COISAS, E AGORA TÁ PERDENDO AQUILO QUE TINHA CONQUISTADO.

CUIDA DAS COISAS DE DEUS E ELE CUIDARÁ DAS SUAS: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:33

A OBRA DE DEUS NUNCA DEVE SER VISTA COMO UMA BRINCADEIRA. “Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras.” Apocalipse 2:5a.

VOLTE LOGO A PRATICAR O PRIMEIRO AMOR. DEUS TE AJUDARÁ!

Excelência

FAZENDO A OBRA DE DEUS… …RELAXADAMENTE!

novembro 20, 2012 in Pra Cristina Medeiros

• Fazendo a Obra de Deus…   …relaxadamente!

 Quando começamos a nos comprometer com as coisas de Deus e a pegar certas responsabilidades dentro da igreja é tudo muito novo e muito gostoso de fazer. Tudo é feito com dedicação, amor, temor e tremor, vemos a Obra de Deus como algo realmente santo e totalmente incorruptível!
Não vemos a hora de chegar na igreja, de limpá-la, de cuidar das crianças na escolinha ou dos bebês no berçário, ajudar as pessoas após uma reunião de libertação, fazer propósitos com pessoas afastadas, trazer pessoas até á Presença de Deus através de convites, evangelizações, visitas, e etc… Existe toda uma preocupação em saber se está dando o seu melhor para Deus, se está agradando o Senhor Jesus, se realmente está fazendo o impossível para chamar a atenção de Deus.
Pena que o tempo é o maior causador da perda desse primeiro amor tão belo, e que certamente atrai o olhar do Senhor.
A Obra de Deus nunca deve ser vista como uma brincadeira. Estamos lidando com o próprio Deus, com Aquele que é considerado o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Único, perfeito e incomparável, Todo-Poderoso… A Obra desse Deus maravilhoso também é maravilhosa, perfeita e santa como Ele, portanto, devemos tratá-la como tal. Por ser uma Obra séria não podemos vacilar, e o tempo faz com que isso acabe acontecendo, infelizmente…
Você que está lendo esse artigo deve ficar atento(a), pois não podemos de forma alguma trazer maldição para nossas próprias vidas! É isso mesmo, a Palavra de Deus nos diz que se fizermos a Obra dEle de qualquer jeito estamos sendo vistos como amaldiçoados diante dos olhos do Senhor.
Então vamos entender melhor o que é uma maldição para compreendermos ainda mais a direção do Espírito Santo!
“Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente…” (Jeremias 48:10)

MALDIÇÃO: Ato ou efeito de amaldiçoar. Males que acontecem a outra pessoa; praga, desgraça. Imprecações contra alguém. Grande calamidade. Coisa que aflige.
Ou seja, ter uma maldição sobre a própria vida não é nada bom ou aconselhável. Está aí uma prova vinda da boca de Deus de como devemos levar a sério tudo aquilo que se refere á Sua Obra. O que precisamos mesmo é colocar isso em prática!

Vamos saber como detectar a falta desse primeiro amor através de alguns exemplos:
• Membro
ANTES - você chegava á igreja e fazia sua oração antes de participar da reunião e pedia que o Espírito Santo falasse com você naquele dia, lia a Bíblia e meditava, orava e jejuava, procurava agradar a Deus em tudo o que fazia, era fiel nos dízimos e agia a fé em ofertas e propósitos.
DEPOIS – já chega sentando para esperar começar a reunião, não leva a Bíblia quando vai á igreja e nem lê em casa (e quando lê não entende nada), ora de vez enquando, jejua muito pouco e não fica em espírito, já não tem tanta preocupação em fazer tudo de acordo com a Palavra de Deus, perdeu o temor, ás vezes toca no dízimo, não age mais a fé e quando pega os envelopes não cumpre.

• Evangelista
ANTES – se reunia constantemente na igreja para sair para ganhar almas, se consagrava antes da evangelização pois tinha a consciência de que ganhar almas é mexer com o diabo, dava sua vida para passar espírito para quem sofria, fazia jejuns para plantar a semente da fé no coração dos afastados.
DEPOIS – mais falta do que evangeliza, perdeu a consciência da santidade do trabalho da evangelização, já não passa mais fé e acha que só convidar a pessoa e dizer o endereço da igreja é o suficiente para pensar: “Estou com o dever cumprido” (sendo que o ato de ganhar almas deve ser feito por amor e não por obrigação), evangeliza sem estar em espírito.

• Tias da EBI/Berçário
ANTES – chegava sempre mais cedo para organizar a salinha das crianças, colocava os pés na salinha sabendo que alí começava uma guerra espiritual contra o mal que aflige os pequeninos, fazia de tudo para as crianças entenderem o verdadeiro sentido da fé, dava sua vida para que todos saiam da aulinha cheios do Espírito Santo, orava pelas crianças antes e depois da aulinha, tinha prazer e alegria em ser tia da EBI e do berçário.
DEPOIS – não cumpre escala e também não dá satisfação, dá aulinha de qualquer jeito porque não aguenta mais ouvir as crianças gritando todas ao mesmo tempo, começa a enxergar a escolinha como um “depósito de criança” (perdão pelo termo, mas tem gente que enxerga dessa exata maneira – um absurdo!), perdeu a visão da fé acerca das crianças, acha que a tia só tem que ficar dando desenhos e controlando os gritos delas, perdeu toda a paciência que tinha para ensinar a Palavra de Deus a elas.

• Obreiro(a)
ANTES – sempre orava pelo povo, fazia propósitos com pessoas que queriam ser batizadas com o Espírito Santo, tinha sede de libertar as pessoas e orientá-las, falava de Jesus para os oprimidos, jejuava com frequência e vigiava em absolutamente tudo.
DEPOIS – chega correndo para a reunião, vai embora correndo mais ainda, já não ora mais pedindo para ser usado(a) na Obra de Deus, jejua pouco ou não jejua mais, não busca o Espírito Santo com todo o coração e na vontade de ser renovado(a), não orienta mais as pessoas, não se doa para o povo.

• Pastor/Bispo
ANTES – orava de madrugada, clamava em alta voz pela causa do povo, comprava a briga do povo, fazia desafios da fé para milagres acontecerem, cuidava dos obreiros como cuidava da própria alma, dedicava todo seu amor e seu tempo para a Obra de Deus.
DEPOIS – já não clama mais como antes, a causa do povo já não faz mais parte da sua vida, dá uma palavra para os obreiros porém não passa mais aquele espírito de fé, usa o tempo que lhe sobra para gastar com outras coisas que não fazem parte da Obra de Deus.

• Esposa
ANTES – dava tudo de sí para seu querido marido (pastor), cuidava da casa como se estivesse cuidando do Altar do Senhor Jesus, orava constantemente pelo seu próprio ministério e pelo de seu esposo, procurava passar fé para as obreiras, fala somente aquilo que edifica.
DEPOIS – não dá mais tanta atenção assim para o marido, não age mais com tanta sabedoria, fala pelos cotovelos e ás vezes fala até o que não deve, faz as reuniões com as obreiras rapidamente e ás vezes de qualquer forma, não ora mais pelo ministério do marido com tanta frequência.

Quando Deus fala em Sua Palavra que não podemos fazer Sua Obra relaxadamente Ele quer dizer que não devemos de jeito algum fazer a mesma por obrigação/imposição, ou porque o pastor está vendo, ou porque pensa que os membros vão reparar em nossa ausência, etc.
A Obra dEle é VOLUNTÁRIA, ninguém recebe nada em troca (humanamente falando), a base dessa Obra é o amor pelo próximo e pelo Senhor Jesus, e sabemos perfeitamente que a recompensa vem do próprio Deus. Quando fazemos essa Obra santa de qualquer jeito mostramos para Deus que não temos temor algum, que o respeito, a admiração e a dedicação já se foram há muito tempo.
“Empurrar com a barriga” é fazer mal para a própria alma, é pedir para perder a Salvação, é estar de braços abertos para receber a maldição.
Se você não está feliz com suas responsabilidades na igreja, basta conversar com a esposa ou com seu pastor. Ninguém vai te humilhar, te bater, te pressionar. Nada disso! É melhor ser sincero(a) com você mesmo(a) do que continuar levando as coisas da maneira errada e estar totalmente apto(a) á entrada do mal em sua vida.
E se você acha que poderia melhorar ainda mais e aquecer mais o seu primeiro amor, vá em frente! Deus é contigo e vai te abençoar!  ESCOLHA MELHORAR, MUDAR DE RUMO.

FONTE:  http://perolasagrada.blogspot.com.br/

CAMPANHA “MEU PASTOR TEM VALOR”

novembro 19, 2012 in Pra Cristina Medeiros

ESTIMULE AQUELE QUE PASTOREIA, MAS QUE TAMBÉM PRECISA SER PASTOREADO.

ELE TAMBÉM PRECISA DE VOCÊ E DE UMA PALAVRA DE INCENTIVO.

CAMPANHA MEU PASTOR TEM VALOR

 

ORIENTAÇÕES 20º DIA – JEJUM DE ESTER – 20/11/12

novembro 19, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 3ª ETAPA – 7 DIAS – 15/11 à 21/11/12

20º Dia – 20/Nov/2012 – SAIR DA ESCRAVIDÃO FINANCEIRA – Et. 9:1

- Ester foi uma mulher que em tudo venceu a escravidão financeira, pois sendo escrava judia no meio de um povo venal e perverso. Ela foi agradável a Deus, isso fez com que ela vencesse todas as suas limitações, lamentavelmente, hoje as pessoas não têm esse tipo de postura diante de Deus, os homens se tornaram avarentos não tem sentimentos dirigidos pelo Espírito de Deus, aí está a explicação para tantos problemas e dificuldades financeiras que as pessoas tem enfrentado, pois desprezam deliberadamente o envio de Deus e sofrem as conseqüências em suas vidas.

- Hoje é um dia em que o Senhor nos chama para sairmos da escravidão financeira, e termos autoridade contra o devorador, e nos levantar para sermos cabeça e não cauda, em nome de Jesus! – Leia Dt. 28:13

- Como sair da escravidão financeira?

1º Lugar – É ter uma oferta que repreenda o devorador – Ml. 3:11 – Ester tinha autoridade para reverter aquela situação, pois ela mesma havia sido uma oferta que tinha sido entregue ao rei, aqui está uma revelação poderosa para as nossas vidas, o Senhor fala em Malaquias: ”Por vossa causa, repreenderei…” Essa é a Palavra, este é o sentimento, por causa da oferta de Ester os Judeus não foram consumidos, mas tiveram liberdade para vencer os seus algozes. – Por isso tenha uma oferta no Altar, seja uma oferta no Altar, Deus te fará vencer o devorador em Nome de Jesus!

2º Lugar – É ter habilitação no mundo espiritual, para não ser escravo – Lc. 4:1-4
- O lugar de Ester não era de escrava, essa não era a vontade de Deus. O Senhor tinha um lugar de honra para que ela reinasse, assim como o lugar de Cristo não era ser alimentado por satanás, Jesus estava habilitado, pois Ele estava no deserto, mas era sustentado pelo Espírito.
- Lamentavelmente muitos no deserto sucumbem às tentações, talvez aos olhos humanos Ester e Mordecai poderiam fazer um acordo com Hamã, ou dado um jeitinho para que eles escapassem daquela situação, ficando assim a mercê da vontade do inimigo, mas pelo contrário, eles se habilitaram no mundo espiritual e venceram.

- O que acontece quando eu venço a escravidão financeira:

1 – Eu vivo a alegria – Ne. 8:10

2 – Eu vivo a felicidade – Ml. 3:12

3 – Eu vivo o regozijo – Is. 29:19

4 – Eu vivo a honra – Is. 61:7 – Leia Et. 5:2

Declare: “Hoje eu venço a escravidão financeira, profetizo que todos saberão que eu sirvo a um Deus que me libertou para prosperar, que eu a minha família viveremos o poder dessa palavra, e nada, nem ninguém vai me impedir de prosperar, tomo posse e declaro, da minha posição de sacerdote, assim como Ester venceu, eu vencerei, como Ester alcançou o favor do Rei, eu recebo em minha vida esta unção para viver o maior tempo de liberações na minha vida, em nome de Jesus!

COROA ESTER

 

ORIENTAÇÕES 19º DIA – JEJUM DE ESTER – 19/11/12

novembro 18, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 3ª ETAPA – 7 DIAS – 15/11 à 21/11/12

19º Dia – 19/Nov/2012 –QUEBRAR AS SENTENÇAS NO MUNDO ESPIRITUAL – Jo 13:1-11

- A atitude de Jesus de lavar os discípulos com água era uma atitude profética, porque Ele disse a Pedro: “mais tarde vocês entenderão” – significa a mudança de condição espiritual dos discípulos através da lavagem da água.

- O que é sentença? É uma palavra ou uma condição que é colocada/imposta sobre a pessoa – a pessoa pode ou não assumi-la sobre si – quando ela faz isso, a sentença ganha poder sobre ela e passa a determinar os rumos em sua vida.

- A pessoa assume a sentença quando:

1 – É ignorante das verdades espirituais;

2 – É complexada e foi condicionada a isso;

3 – Está debaixo de dominadores familiares;

4 – Está acomodada e não luta para mudar a sua condição.

- O que pode liberar o homem de uma sentença é uma outra sentença que seja mais poderosa, que prevaleça sobre a anterior – tem que vir da boca de alguém que tenha poder de revogar a sentença anterior para nos dar uma nova condição. – Esse alguém que é mais poderoso que todos é Jesus Cristo, e a sentença que revoga as sentenças anteriores é a Palavra de Deus – Jesus lavou os pés dos discípulos e disse: “vós estais limpos pela Palavra”. – Leia em Sf. 3:14, 15Cl. 2:14, 15

- Para ter as sentenças contrárias desfeitas, temos que:

1 – Identificar a origem da maldição – Toda maldição tem origem – (maldição sem causa não prevalece – Pv. 26:2) Mas muitas vezes a maldição vem por causa de consagração, pactos, etc. – Assim como a bênção também tem uma origem, nós precisamos identificar a origem da maldição para que a sentença seja anulada. – Agora, não é identificar a origem para ficar vitimado e pondo a culpa no passado – preciso identificar a origem para avançar e não pra me justificar – Fp. 3:13, 14 – Identificar a origem é fundamental para que haja libertação – Você vai viver Lc 12: 2 – “não há nada encoberto…”

2 – Temos que andar em novidade de vida. – Não adianta nada saber intelectualmente, fazer 10 mil curas interior, 200 mil simpósios de batalha espiritual e não mudar efetivamente nada no seu proceder – a malignidade vai continuar. – A identificação da sentença tem que nos levar a tomar uma posição radical! – Leia Rm. 6:1-4Ef. 5:8Declare: Pelas pisaduras de Jesus Cristo eu sou sarado!

3 – Tenho que andar embaixo da Palavra – Se é a Palavra que nos faz limpos, que nos dá uma nova condição, então eu tenho que andar embaixo da Palavra. II Cr. 20:20
- É o que Deus disse a Josué no cap. 1 – leia! – É a Palavra de Deus no livro de Tg. 1:21-25 Leia! – Tem muita gente que vem no culto, acha a Palavra bonita, se arrepia e, quando sai e entra no carro acabou tudo – continua tudo igual na vida dele. – Eu só quebro as sentenças quando eu ando 100% na Palavra – ainda que os meus olhos me mostrem o contrário, ainda que não haja evidencia de nada, eu sei: A Palavra é poderosa e não volta vazia! – Nós precisamos nos deixar limpar pela Palavra de Deus.

- A Palavra tem o poder de quebrar as nossas sentenças quando:

1º lugar – Sentença do abandono – O diabo é especialista em trabalhar a idéia de abandono nas pessoas. – A Pessoa que se sente/se enxerga abandonada bebe águas de amargura
- Is. 43:1, 2Sl. 27:10

2º Lugar – Sentença de Fracasso – Essas sentenças são tão sutis – estão nas entrelinhas – nos levam a crer que somos limitados, não nos enxergarmos no grande. – Mas a Palavra em nós gera frutos – Is. 55:10, 11Jo. 15:16

3º Lugar – Sentença da acusação e da língua – Jó 5:19-22Is. 54:17

4º Lugar – Sentença de enfermidade – Is. 53Ex. 15:26

5º Lugar – Sentença de morte – Sl. 107:19-20I Co. 15:55 – Leia Is. 1:19Is. 55:1-3

ORAÇÃO PROFÉTICA: “Eu quebro hoje, em nome de Jesus, todas as sentenças que foram lançadas contra a minha vida e contra a minha família. Recebo poder do Espírito Santo para quebrar e transformar as sentenças em bênçãos, em nome de Jesus, amém!

COROA ESTER

ORIENTAÇÕES 18º DIA – JEJUM DE ESTER – 18/11/12

novembro 17, 2012 in Pra Cristina Medeiros

FOCO DE 28 DIAS – JEJUM DE ESTER – 3ª ETAPA – 7 DIAS – 15/11 à 21/11/12

18º Dia – 18/Nov/2012 – LUTAR PELA FAMÍLIA – Et. 9:2

- Só se vence quando se tem uma aliança verdadeira. – Ester se posicionou e foi perante o rei lutar pelo livramento de sua família e seu povo, ela se expôs a despeito do que pudesse acontecer – Et. 4:16. – Ester lutou porque tinha uma aliança, um compromisso de amor com sua família e seu povo, venceu porque tinha uma aliança apostólica (um chamado) com Deus.

- Pelo poder da aliança:

1 – Eu venço a morte e vivo maravilhas na minha família – Lc. 8;49-56

2 – Eu alcanço a restituição de tudo que foi roubado da minha família – I Sm. 30: 7, 8

3 – Eu vivo a glória da 2ª casa, a restauração na minha família – Rt. 4;13-16
- O poder que há na aliança traz as seguintes bênçãos sobre nossas vidas:

1 – Nenhuma arma forjada prosperará contra a minha família – Is. 54:17

2 – Praga nenhuma atingirá minha família – Sl. 91:10

3 – Toda maldição será transformada em benção na minha família – Ne. 13:2

- Leia: At. 16:31 – Js. 24:15

- Como família tenha uma aliança com Deus. Seja fiel nos teus dízimos, ofertas e desafios. Seja a tua casa o lugar onde a obra de Deus tem espaço e o devorador jamais poderá tocar.

Declare: “Eu profetizo que a partir de hoje recebo o poder da aliança e com este poder, lutarei e vencerei pela minha família. Profetizo que, através dela serei um vencedor. Quebrado está todo o direito legal de satanás e seus demônios sobre a minha vida e sobre a minha família. Eu sou um(a) homem/mulher que tem aliança com Deus, com a sua Palavra, fui chamado(a) para prosperar. Em nome de Jesus, amém!

COROA ESTER